Sila Sutharat é um vendedor de frango assado de Phetchaburi, na Tailândia, inventou uma maneira engenhosa de assar seus frangos.
Mas ele não usa forno à gás ou uma churrasqueira de carvão, Sila usa 1.000 espelhos móveis que concentram a luz solar em um forte feixe de luz direcionado às carnes. Ele basicamente assa sua carne com mais de 300 graus Celsius de luz solar natural.
Como a maioria dos outros vendedores de rua, Sila costumava preparar seus assados com fogo de carvão, mas tudo mudou em 1997, quando uma observação mundana lhe deu a idéia brilhante. Um dia, ele foi atingido pela luz do sol refletida na janela de um ônibus que passava, e sentiu seu calor.

“Eu poderia transformar isso em energia térmica”, Sila disse a si mesmo, e começou a trabalhar em um engenho para capturar a luz solar e usá-la para cozinhar seus frangos.
“Eles disseram que eu estava louco, que assar frango assim era impossível”, disse Sutharat sobre como as pessoas reagiram a sua ideia. Mas ele não deixou que as piadas e insultos chegassem até ele, e no final era o único a dar a última risada. Sua invenção, um painel com 1.000 espelhos móveis pequenos funcionou exatamente como ele previu, permitindo que ele asse 1,5 kg de frango em apenas 10 a 15 minutos.

Fotos: Reproduções/Youtube

A moldura de metal com a qual os espelhos estão ligados concentra a luz solar em uma fileira rotativa de frangos marinados. Em apenas alguns minutos, a carne e a pele começam a chiar. Suthrat afirma que sua invenção pode gerar até 312 graus Celsius, razão pela qual ele sempre usa uma máscara de soldador em vez de um chapéu de cozinheiro, ao operá-lo.
O assado solar de Sila é uma visão incomum que atraiu alguns clientes curiosos ansiosos para provar o frango assado no sol. Ele usa este método de cozimento sustentável há duas décadas e afirma que é muito melhor do que os métodos tradicionais de torrefação. É praticamente grátis, assa o frango uniformemente e, o melhor de tudo, é 100% limpo.